segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Emoções

Caminha a noite com seu passo forte
Trazendo sempre o seu negro manto
Nele me envolvo em sono de morte
Procuro esquecer o que me dói tanto.

Perturba-me olhar o dia de frente
Tranco as janelas ao brilho solar
Evito sair, não quero ver gente
E quase recuso ir trabalhar.

Loucura não é, é apenas dor
É falta de força, é um não querer
Tenho saudades, de ti, meu amor
Que estarão comigo até eu viver.

Eu não sei lidar com esta emoção
Sinto revolta, não sei aceitar
A vida para ti era uma paixão
Que não te deixaram continuar.

20 comentários:

David (DeltaFox) disse...

Ninguem sabe lidar com isso...
com essas fortes emoções.

Saudades, tristeza, dor... as noites !...

Força... quero ver mais trabalhos teus.

Jinhos

sofialisboa disse...

então? que se passa? assustei-me com esta tua dor...sofialisboa

CMondim disse...

a noite é sempre um doce manto e os poemas que nascem no escuro, nascem da alma ...

JRL disse...

Um beijinho Irneh.

Mário Margaride disse...

Olá,

Obrigada, pela visita ao meu cantinho.

Gostei muito deste poema!

Um grito pungente, de tristeza e dor.
Mas, minha amiga...a vida continua
Para lá da dor, e do sofrimento.

Agarra a vida, com as duas mãos!

Beijinhos

Girassol disse...

As palavras ajudam-nos a libertar a dor e angústia que carregamos no peito.
Precisamos exorcizar os nossos próprios fantasmas para continuar a viver em paz...

E a vida continua, é urgente e necessário agarrá-la com as duas mãos como foi dito acima.

Beijo.

Papoila disse...

Se beijos te ajudarem deixo-te milhões deles...

Beijinhos
BF

Sol da meia noite disse...

O poema é bonito, mas o estado de alma é tão triste...

Muitos raios de Sol na tua alma!
Muitos beijinhos!

Papoila disse...

irneh a noite é companhia de emoções que a sensibilidade de alguns nos transmitam de forma poética.
Saudade!
Beijos

O Profeta disse...

Poema triste mas lindo...


Doce beijo

Entre linhas... disse...

Poema muito bonito ,mas triste,um grito de alerta a um sentimento gragilizado.
Bjs Zita

Palavras ao vento disse...

Fujo dos meus medos.. E venho encontrar- te em ais de desalento?!!

Não te quero assim minha querida amiga!

Tal como o título do Blog " Penso, LOGO existo!"

Assim é que deves pensar!

Beijinhos no teu coração

Maria

NOBITA disse...

As saudades e a tristeza, são sentimentos muito fortes, e por vezes temos dificuldade em compreender, e mais que tudo dificil de aceitar, dai a nossa revolta.
Mas temos que erguer a cabeça e seguir em frente (é fácil escrever, pior é fazer).
Por isso amiga, cabeça erguida, peito pra fora e toca andar.
Beijos grandes

musicallis disse...

Não sei se o Céu espera por nós, seria reconfortante saber que temos um lugar num outro espaço, porque a vida que temos esfuma-se rapidamente e é, como dizes, um inferno.
Cabemos gritar, mesmo gritando de dor, continuar a lutar por momentos melhores, breves pinceladas de cor, como tão bem nos tens mostrado ser capaz de fazer, mas na tela da vida.
Beijos mil

Jasmim disse...

Ol�
tudo bem. Gosto do teu poema mas � triste. Espero que te sintas bem.
jasmimdomeuquintal.blogspot.com

Mocho Falante disse...

Nada melhor que um par de poemas para nos atenuar a dor não é?

E que bem que tu sabes fazer isso

beijocas doces

Isabel-F. disse...

belo e sentido poema ...

custa sempre lidar com esta dor: a dor da partida dos que amamos ...


beijinhos e um doce fim de semana para ti

Rubina disse...

Força. Muitos beijinhos

Alice Matos disse...

Querida Irneh...
Essa dor não dá espaço a palavras de consolo... só de solidariedade... Como entendo...
Beijinhos...

Goddess Night disse...

Por vezes também tenho vontade de fechar as persianas, mas depois encho-me de coragem e começo a abrir as janelas de par em par.

Beijo de bom fim de semana.