quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Encosta-te a mim

Encosta-te a mim,
nós já vivemos cem mil anos.
Encosta-te a mim,
talvez eu esteja a exagerar.
Encosta-te a mim,
dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou,
deixa-me chegar.
Chegado da guerra,
fiz tudo p´ra sobreviver em nome da terra,
no fundo p´ra te merecer
recebe-me bem,
não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói,
não quero adormecer.
Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim.
Encosta-te a mim,
desatinamos tantas vezes.
Vizinha de mim, deixa ser meu o teu quintal,
recebe esta pomba que não está armadilhada
foi comprada, foi roubada, seja como for.
Eu venho do nada porque arrasei o que não quis
em nome da estrada, onde só quero ser feliz.
Enrosca-te a mim, vai desarmar a flor queimada,
vai beijar o homem-bomba, quero adormecer.
Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo, o que não vivi,
um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar,
mas quero-te bem.
Encosta-te a mim.
Quero-te bem.
Encosta-te a mim.

*Jorge Palma*

Nunca tive uma paixão desmesurada por este ou aquele artista. O mesmo não acontece em relação a determinadas canções ou músicas. Jorge Palma conseguiu com esta canção tocar-me bem fundo. Faz-me sentir bem e emociona-me ao mesmo tempo. A verdade é que sempre fui um pouco "lamechas", mas agora estou a piorar consideravelmente.

11 comentários:

Gi disse...

Ele voltou em grande estilo.
Uma delícia agora em final de noite ou melhor, para começo porque agora é a minha hora :)

beijos

Jasmim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jasmim disse...

Olá
Eu pessoalmente não gosto do jeito de canta rdo Jorge Palma, mas as suas letras são profundas, como esta.
bjocas
jasmim

Kalinka disse...

Amiga
também «adoro» esta música de Jorge Palma, está LINDA.

Vou contar-lhe um segredo:
Há 33 anos atrás, dei à Luz, uma criança de seu nome Alexandre.
é isso, eu e ele estamos de Parabéns.
Só Deus sabe como tenho feito tudo na Vida, para o bem dele, anulei-me, deixei de trabalhar para o poder criar em casa, com outras condições, as melhores possíveis e, ele esquece-se que tem uma Mãe. Esta mágoa hei-de carregar comigo até ao fim da Vida.
Mas, continuo de cabeça erguida, tentando fazer o melhor que posso aos meus netos, principalmente dando-lhes muito Amor. E, por falar em netos, é engraçado, no dia que o meu filho faz 33 anos, a sua filha, minha neta entra para a Escola Primária, dando os primeiros passos em direcção ao seu Futuro... e, dizem que « não há coincidências»...

Beijos e abraços.

Sol da meia noite disse...

Pois comigo acontece o mesmo.

Este tema de Jorge Palma toca-me fundo. Leva-me ás lágrimas...

Deixo-te a Luz do meu Sol, que é sinónimo da minha amizade!
Beijinho!

Sirk disse...

É fantástica.

Boas audições.
:)
Jinhus

Gi disse...

Olha vim ouvir outravez :)

Noite feliz . beijo

irneh disse...

Gi
Também eu ouço vezes sem conta esta música.

Tu, por acaso, dormes???!!!

turbolenta disse...

Gosto do Jorge Palma e da maior parte das suas canções. E esta é uma das minhas preferidas.
Pintar faz bem. Alivia o stress. Quando pintamos não nos dói nada e não pensamos em nada mais senão na combinação das cores e harmonia da imagem. é um óptima terapia.
bom fim de semana

Joana disse...

faz-nos ter orgulho na música portuguesa. ;)

Gioconda disse...

É a musica de fundo do meu blog... adoro.