domingo, 25 de novembro de 2007

Saudade...sempre

Essas janelas da alma, por onde, delicadamente, me mostravas o mundo com cores suaves e aromas frutados, cerraram-se para sempre, à minha frente, sem que eu pudesse fazer o que quer que fosse. Dois anos passaram e, por mais que tente, não consigo apagar essas imagens da minha memória. Revejo-as em pensamento ou pesadelo e, dia após dia, sinto maior revolta.


Sei que a morte é uma coisa natural. Que há doenças que não perdoam, como a tua. Que o ser humano não tem um prazo de validade, nem certificado de garantia. Sei ainda que a morte é a única certeza da vida. Sei tanta coisa! No entanto, todas elas são insuficientes para me ajudarem a entender esta perda, este vazio, esta dor, esta saudade, esta revolta.


Levamos anos a aprender que somos livres, que devemos fazer os nossos projectos de vida, construir o nosso futuro, pensar no amanhã. Mas que liberdade temos nós? Que amanhã teremos? Chegará a haver amanhã?


Para traçar um projecto, temos de estar na posse de vários dados, entre os quais o factor prazo/tempo. Se não podemos contar com esse factor, se em nada depende de nós, como poderemos, então, construir os nossos projectos de vida?


O teu/ nosso projecto de vida ficou a meio. Não terá a mesma continuidade. Mudaram os intervenientes, os objectivos, os recursos. Tudo mudou.


Disseste-me, antes de partires, no meio do teu delírio, que o lugar era bom, que era bom para as vindimas. Restam-me apenas essas palavras como paliativo da minha tristeza. Espero que, realmente, o lugar onde estás seja bom.


A mim, resta-me sentir-te em cada gesto, em cada palavra, em cada pensamento, em cada traço dos filhos que me deste. Sinto que te amarei sempre, mesmo que a morte nos tenha separado tão cedo e tão contra as nossas vontades.

22 comentários:

Alice Matos disse...

Junto-me a ti nesta homenagem... e na tua saudade, que tão bem entendo...

Beijinhos...

Isabel-F. disse...

Querida Irneh,

Deixo-te um beijinho solidário e o meu carinho...
é sempre tão dificil superar a partida daqueles que amamos ...

um xi coração

Gioconda disse...

Infelizmente esse sentimento vai-se manter quando fizer 4 anos e 10 e os que forem...

Tal como tambem disse à Nobita também eu conheço essa dor a 17 de Outubro...

Ela chora a perda dum filho, tu a do marido e eu a do pai... tudo perdas diferentes mas acredito que tudo dores iguais...

E também sei que nada do que te possa dizer te dará conforto... um beijinho

Blue Velvet disse...

Poderia dizer-te que a tintura do tempo se encarregará de diluir essa falta, mas aquando de uma grande perda que tive também mo disseram, e até hoje, tudo continua a doer.
Também dizem que a vida continua, e na grande maioria dos casos é verdade.
Não é seguramente igual, mas continua.
Tens os teus filhos, e neles revives todos os dias esse amor abruptamente cortado.
Ninguém substitui ninguém, mas ajuda.
Uma grande beijinho e um abraço apertado

JRL disse...

Irneh,
Não há palavras que cheguem para te consolar. Podia escrever aqui muita coisa, mas acho que vou só deixar um abraço, forte!

Gi disse...

Um dia também tu irás colher as uvas maduras. Bonita a imagem que te deixou . Um destino . Uma passagem . Alguém que nos aguarda do outro lado. Não resolve mas (re)conforta. Um beijinho

Visão Caleidoscópica disse...

Sem saber bem o que dizer, para além das trivialidades que sempre se dizem...
Gostava de te deixar alguma mensagem especial, mas não encontro palavras...
Comoveste-me!
Senti-te!
E apesar de não conhecer essa dor(ainda), imagino-a e assusta-me.
E a vida vai continuar, sim!
Diferente, é certo. Mas vida!
Em vez de palavras, deixo-te um forte abraço, apertado, oferecido de alma e coração.
Um beijo sentido, em ti.
Até mais....

Papoila disse...

Neste teu sentir ..tão intimo não me atrevo a dizer nada. Gostari ade te afagar o rosto. É isso que no fundo estou a fazer em pensamento.

Força amiga
Beijos
BF

NOBITA disse...

Ainda nos resta a saudade e a recordação dos tempos vividos e dos momentos lindos que vivemos.
Beijos doces

Pena disse...

Doce e Linda Amiga:
Estou triste e pactuo com a sua tristeza.
Sabe, a vida é mesmo assim. Temos que partir um dia e tal como diz: É a única certeza que temos da vida.
Olhe, faça por recordar momentos bons, instantes únicos, mas acredite que você vive e os seus lindos filhos amam-na e precisam muito de si. Devem adorá-la porque escreve com sentimento, escreve com realidade e enfrenta com ele a sensação de uma perda que, desculpe!, estará, por certo bem e a pensar em si e nos seus.
Creio que ele adoraria que fosse feliz, encontrasse um rumo na sua vida, refize-se-a, conquistasse a alegria de viver uma vida intensa, linda como você é e com a companhia dos seus ternos e puros filhos que lhe deu com amor e ternura.
Espero ter contribuído um pouco para o seu bem-estar. Estou mesmo ao seu lado é só bater à porta. Tenho um ombro para si e para os seus.
Obrigado por ser minha amiga.
Beijinhos de tudo de bom e força, muita força e olhe, tente viver a vida. Merece-a. por completo.
Sempre ao dispõr

pena

Marco Ferreira disse...

... (solidariedade) ...

marinheiroaguadoce a navegar

CMondim disse...

Deixemos partir os entes queridos para podermos conviver serenamente com eles todos os dias.

Tigui disse...

Força, Irneh. Força.

Beijinho, do seu pseudo-aluno. ;)

antónio paiva disse...

.........

Sem mais!

Deixo-te um beijinho
......................

Noite serena

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite meu anjo,

Hoje também me junto a ti nesta tua homenagem, pois sei também o que peder alguém, talvez não assim como tu, mas sei.
Que posso eu te dizer?, que tenhas esperança, força e fé, pois dias melhores virão e onde quer que ele esteja decerto está olhando por ti e por vossos filhos.
Acredita que sim, e sim, faz planos, não pares de fazer planos, pois o que é uma vida sem planos?, mesmo que ele não os tenha conseguido realizar junto contigo, quem sabe tu e teus filhos o consigam fazer um dia.
Força meu doce anjo.
Beijos em teu coração.

ContorNUS disse...

crueldades da vida... que o amor não vence...

Bjinho

Sol da meia noite disse...

Minha amiga, tudo faria sentido se não morressemos.
Mas morremos, tudo se perde, nada serviu para nada.

Beijinhos mil

lampâda mervelha disse...

Talvez seja o meu melhor contributo, as palavras que sinto:

http://lampadamervelha.blogspot.com/2006/08/falar-contigo-como-quem-fala-com-deus.html


Força..

musicallis disse...

Vive-se sem nunca esquecermos e também sem deixar de sofrer.
O tempo não apaga a dor, acalma-a talvez.
A falta que sentimos perpetua no nosso coração e, se existe um lugar, num outro lado, onde eles nos esperam, que seja confortavelmente belo.
Nós vamos vivendo com eles em nosso coração.
Um beijo

Shootingstar disse...

Compreendo muito bem este sentimento de perda. Mas um dia a dor atenua-se e torna-se mais fácil (sobre)viver... E recordamos sempre e apenas os bons momentos em vida e não apenas a dor da ausência da pessoa amada.

Isabel-F. disse...

Petição em Prol das Crianças Vítimas de Abusos Sexuais

vê no meu Blog.


beijinhos e bom fim de semana

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,